CONTOS & LENDAS
A ARTE DE enCANTAR
na LITERATURA POPULAR PORTUGUESA

por JORAGA o acrónimo de JOsé RAbaça GAspar e outros mais de 1001 deNÓMIOS...

contacto © joraga ®

LLL in MGiacometti

CONTOS & LENDAS

Serra da Estrela

ALENTEJO
uma TEIA infindável de Contos & Lendas

 

12 - TRADIÇÃO - SERPA - Revista de 1899 - 1904

CONTOS & LENDAS

 

 

 

 

 

 


CONTOS POPULARES ALEMTEJANOS
VII - "O Grão de Milho"
Por António ALEXANDRINO
In Tradição I vol. Anno I, Nº 6, Junho de 1899, Série I, pp. 29 e 30
(da Tradição oral - Brinches)

[Digitalizado por joraga (em finais de 2009), (para AA Cultural, Almada), procurando manter a grafia registada na época.]

O GRÃO DE MILHO

«Havia uma mulher casada e que vivia com um grande desgosto porque não tinha filhos.

Muitas vezes dava consigo a pensar: Quem me dera ter um filho, mesmo que fosse só do tamanho de um grão de milho… E foi o que veio a acontecer…

Um dia que ela não podia ir levar o jantar ao marido que trabalhava no campo e nem tinha por quem o mandar disse em desabafo:
Logo hoje que não posso e não tenho ninguém… quem é que há-de levar o jantar? O meu filho com certeza não será capaz…
Ora essa! Então não sou?... Aparelhe a Senhora minha Mãe a burra e logo vai ver…
A mulher albardou a burra, montou o filho em cima e pôs-lhe a cesta do jantar adiante…
Vai então e depressa e diz ao teu pai que, logo que acabe o jantar, venha um instante aqui a casa que +e um assunto urgente…

As pessoas que viam passar a burra, com um cesto em cima e sem ninguém a segurar comentavam muito admiradas…

Quando chegou junto do pai, este olhou muito admirado e o rapaz teve de gritar que estava ali… Então, o homem, lá foi tirar o cesto da janta e desceu-o…

Ao meio-dia jantaram e no fim o rapaz deu-lhe o recado da mãe…

Atão fica aí a tomar conta dos bois enquanto eu vou e volto… e sobretudo, não os deixes ir para aquele coival…

Ainda bem o homem não tinha partido, desatou a chover e o Grão de Milho não encontrou melhor sítio para se abrigar e foi meter-se dentro duma couve…

Os bois, mal se viram sem guarda, logo se atiraram ao coival que era mais apetitoso e um comeu a couve onde estava o Grão de Milho e papou-o…

Quando o pai chegou e viu os bois no coival, logo viu que dera asneira e desatou a bradar pelo filho… Este gritou da barriga do boi:
Ó pai, mate o nosso boi Lobato, que eu lhe darei dinheiro para três ou quatro…

O pai lá se convenceu e matou o boi… e como habitual, deitaram as tripas fora, onde ia o Grão de Milho.

Um lobo que passou enquanto os pais amanhavam o boi, comeu as tripas e engoliu o Grão de Milho… logo a seguir, quando o lobo ia para assaltar um rebanho, gritava o Grão de Milho: Ó pastor, aí vai lobo… e assim o lobo ficou sem se poder governar… Esganado com fome o lobo teve de comer umas ervas ruins e apanhou uma diarreia… Com a diarreia saiu o Grão de Milho e foi levar-se ao barranco…

Vendo-se finalmente livre, ao correr para casa, caiu a noite, e teve de se refugiar numa gruta… Ora era essa uma gruta onde os ladrões iam dormir e escondiam o que roubavam…

Daí a bocado chegou uma grande quadrilha com um roubo muito grande e logo se puseram a contar o dinheiro. No fim puseram-se a dividi-lo uma parte a cada um…
Então e para mim? Então e para mim? Gritava o Grão de Milho a cada volta…

Aqueles valentões apanharam tal susto que antes de acabarem a repartição, desataram fugir com o que puderam e deixaram a maior parte…

Ao outro dia, o Grão de Milho foi a casa, disse ao pai para aparelhar três boas bestas e fosse com ele… Lá foram à dita gruta… Carregaram as três bestas com os sacos que encheram e o Grão de Milho lá ia dizendo:
Então pai, não lhe dizia: "Se matar o boi Lobato, eu lhe darei dinheiro para três ou quatro?!"

(da Tradição oral - Brinches)
António ALEXANDRINO

(Ver tb, por exemplo, no cantinho dos miudos

 

 

E-Mail: joraga@netcabo.pt e joraga@netc.pt
pelo telefone 212553223 ou pelos Telmv. 919777714 e 91 763 25 24
e pelo CORREIO: Avenida Amélia Rey Colaço, 5, r/c Esqº - 2855-500 CORROIOS.
visite ainda a minha TEIA na REDE além de joroga.net - joraga/alice/osrabaca/serradaesrela/gilvicente/cart2326/

Compatível com IE/Netscape na resolução 800x600
Joraga 2000 em viagem