GENTE DE MANTEIGAS


contacto © joraga ®.

Afinal quem é
PAULO LUÍS MARTINS?

Gente de Manteigas in G+, de José Paiva Tacanho

FIGURAS HISTÓRICAS
de MANTEIGAS in «ANTOLOGIA»,
de José Lucas Baptista Duarte
1985
PRESIDENTES de CÂMARA
de 1910 a 2017 e AQUI
AUTORES e LIVROS e AQUI
de Gente de Manteigas
in TOPONIMIA, e AQUI
de José David Lucas Batista
in CONTOS SERRANOS,
de Dr. João Isabel e AQUI
in POIOS e PROSA
de António Leitão (PDF?)
in AQUELE PROFUNDO VALE, de José Cleto Estrela e AQUI


Fr. MANUEL DOS ANJOS (1595 02 11 - 1653 11 19)

in ANTOLOGIA I - Depoimentos histórico-Etnográficos sobre MANTEIGAS e SAMEIRO, de José Lucas Baptista Duarte, 2ª ed., Câmara Municipal de Manteigas, 1985. p. 101 - 103

Do E. B. N.º 60 (14-8-1932)

«Foi baptizado em Manteigas, aonde nasceu, no dia 11 de Fevereiro de 1595.

Professou na Congregação da Terceira Ordem de S. Francisco, e durante o seu curso revelou-se uma inteligência privilegiada".

Desempenhou muitos e importantes cargos, tais como: Procurador e Secretário-geral da Província, Ministro do Convento da Esperança, junto de Belmonte, e Prelado da sua Religião. '

Tomou-se um dos mais célebres oradores sagrados do seu tempo e um dos mais cultos espíritos da sua Ordem.

Escreveu três livros que merecem benévola crítica do Arcebispo de Cenáculo:
"Usa bastante linguagem, mas já tem novidade, e os períodos compostura estudada", escreve o referido Arcebispo:

"TRIUNFO DA SANTÍSSIMA VIRGEM, MARIA SANTÍSSIMA,
NOSSA SENHORA, CONCEBIDA SEM PECADO".

O autor da História Seráfica lamenta que este livro não tenha sido incluído no Catálogo da Academia, e classifica o facto de "notável descuido".

"HISTÓRIA UNIVERSAL - EM QUE SE ESCREVEM OS IMPERIOS,
MONARCHIAS, REINOS E PROVÍNCIAS DO MUNDO
COM MUITAS COISAS NOTÁVEIS QUE HÁ NELE".

A Este livro foi muito apreciado na sua época e parece ter sido o primeiro compêndio de História Universal escrito em língua portuguesa.

Publicaram-se 4 edições.

Nas "Memórias Históricas", escreve o Arcebispo de Cenáculo:

"Vê-se ela hoje com indiferença, porque depois de século e meio em que se tem escrito naquela imensa matéria, com muita variedade e com a extensão que conhecem os douctos, seria cousa rara se ainda aquela História fizesse novidade. Em seus dias não eram vulgares semelhantes colecções de noticias históricas que abrangessem o terreno que Deus entregou aos cosmopolitas".

"POLÍTICA PREDICAVEL E DOUTRINA MORAL
DO BOM GOVERNO DO MUNDO".


Esta obra foi publicada depois da sua morte pela Ordem Terceira de S. Francisco.

O Arcebispo de Cenáculo aprecia este livro nos seguintes termos:

"Que o seu erudito auctor aproveitou mais do que em Aristóteles para compor no meio do século XVII. Nela mostra singular bondade, rectas intenções e muita erudição ordenada segundo as ideias da filosofia que, em seu tempo, dominavam".

Fr. Manuel dos Anjos, homem sábio e virtuoso, conforme afirmam os seus biográficos, entre eles Fr. Vicente Salgado, faleceu no Colégio de Coimbra no dia 19 de Novembro de 1653".

Do E. B. nº 60 (14 8 1932)

Notas anexas sobre duas das três OBRAS, em 2017 02

"HISTÓRIA UNIVERSAL - EM QUE SE ESCREVEM OS IMPERIOS,
MONARCHIAS, REINOS E PROVÍNCIAS DO MUNDO
COM MUITAS COISAS NOTÁVEIS QUE HÁ NELE".


Edição em Coibra, na Oficina de Manoel Dias, 1652

2ª IMPRESSÃO corrigida e emendada
Com dedicatória ao ARCANJO S. MIGUEL

Dedicatória de Frei Manuel dos ANJOS a
FRANCISCO CABRAL, SENHOR DA CASA DE BELMONTE

Ed. Coimbra, oficina de Manoel Dias, 1652

Brasil usp

------------------------------------------

3º

"POLÍTICA PREDICAVEL E DOUTRINA MORAL
DO BOM GOVERNO DO MUNDO".


Edição de 1693

VER EM
https://www.vialibri.net/552display_i/year_1693_0_988958.html

E EM
http://purl.pt/14153/1/index.html#/5/html

IN BIBLIOTECA NACIONAL

Fr. Manuel dos ANJOS (1595 - 1653)

Ainda uma nota que se pode ver em:
http://www.castroesilva.com/store/sku/1010JC350/historia-universal

ANJOS. (Fr. Manuel) HISTORIA UNIVERSAL,
EM QUE SE DESCREVEM OS IMPERIOS, MONARchias, Reynos, & Provincias do mundo com muytas cousas notaveis, que ha nelle, OFFERECIDA AO PRINCIPE DAS MILICIAS CELESTES O ARCHANJO S. MIGUEL, COPIADA DE VARIOS AUTHORES Chronistas approvados, & authenticos Geographos, PELO PADRE Fr. MANOEL DOS ANJOS, Religioso da Terceyra Ordem de S. Francisco. Segunda impressão correcta, & emedada. LISBOA. Na Officina de MIGUEL DESLANDES, Impressor de Sua Magestade. M. D. CC.II [1702].
In 4º (de 20x15 cm) com [xvi]-501-[i] pags.
Encadernação da época em pergaminho flexível.
Inocêncio V, 356:

«"Frei Manuel dos Anjos (2º), Franciscano da Congregação da Terceira Ordem, Procurador e Secretario geral da provincia, e Ministro do convento da Esperança, junto a Belmonte. Foi sabio e virtuoso, segundo dizem os seus biographos, e principalmente o seu confrade Fr. Vicente Salgado no Catalogo (ms.) dos escriptores da terceira Ordem. Nasceu no logar de Manteigas, bispado da Guarda, e foi em 1595. Morreu no collegio de Coimbra em 1653.

"Segunda edição, Lisboa, por Miguel Deslandes 1702. 4.º de XVI-501 pag." Advirta-se que há duas edições realmente diversas, mas com eguais indicações nos frontíspicios, tendo uma e outra a nota de Segunda: sendo porém que uma d'ellas, depois da data "1702" segue dizendo: Á custa dos herdeiros de Domingos Carneiro, declaração que na outra se não acha. Têem ambas egual numero de paginas, etc., porém differem visivelmente nos caracteres typograficos. Há tambem Quarta edição, Lisboa, por Manuel Fernandes da Costa 1735. 4.º de XVI-462 pag. A proposito d'esta obra diz o Arcebispo Cenáculo nas suas Mem. Hist., pag. 136: "Vê-se ella hoje com indifferença, porque depois de seculo e meio em que se tem escripto n'aquella immensa materia com muita variedade, e com a extensão que conhecem os doutos, seria cousa rara, se ainda aquella Historia fizesse novidade: em seus dias " (refere-se ao auctor)" não eram vulgares similhantes collecções de noticias historicas, que abrangessem o terreno que Deus entregou aos cosmopolitas.

Por aquella fórma parece aquella historia haver sido a primeira n'este reino em seu genero de compendio universal; e se a mocidade a aprendesse não seria bisonha em conhecimentos úteis, e que a levassem a buscar os factos da historia, pois que o auctor não os desconheceu absolutamente, merecendo mais pelo seu século a desculpa dos críticos, aos quaes hoje é facil ver melhor"…E quanto ao estylo e locução …que usa de bastante linguagem, mas tem já novidade, e os periodos compostura estudada". Pertence á epocha da decadência da língua, mas ainda assim tem seu merecimento, e póde ser contado entre os bons da sua edade."»

joraga@netcabo.pt e joraga200@gmail.com ou zeraga@gmail.com

Compatível com IE/Netscape na resolução 800x600
aminhaTEIAnaREDE www.joraga.nethttp://museuvirtual.activa-manteigas.com/index.php/places/patrimonio-arqueologico/casa-das-obras/