GENTE DE MANTEIGAS


contacto © joraga ®.

Afinal quem é
PAULO LUÍS MARTINS?

Gente de Manteigas in G+, de José Paiva Tacanho

FIGURAS HISTÓRICAS
de MANTEIGAS in «ANTOLOGIA»,
de José Lucas Baptista Duarte
1985
PRESIDENTES de CÂMARA
de 1910 a 2017 e AQUI
AUTORES e LIVROS e AQUI
de Gente de Manteigas
in TOPONIMIA, e AQUI
de José David Lucas Batista
in CONTOS SERRANOS,
de Dr. João Isabel e AQUI
in POIOS e PROSA
de António Leitão (PDF?)
in AQUELE PROFUNDO VALE, de José Cleto Estrela e AQUI


Dr. LUÍS RIBEIRO DE SOUZA SARAIVA

in ANTOLOGIA I - Depoimentos histórico-Etnográficos sobre MANTEIGAS e SAMEIRO, de José Lucas Baptista Duarte, 2ª ed., Câmara Municipal de Manteigas, 1985. pp. 108 - 109.

"Manteigas, que nos princípios do século XVIII fora denominada o "pôço da ciência", tantos eram os homens ilustres que, saídos da classe eclesiástica, atingiram os mais altos cargos de representação nacional, aparece, nos princípios do século XIX, orgulhosa da plêiade de jurisconsultos de que foi berço.

Bastavam os nomes do desembargador João Teodoro. do lente Fernando Saraiva, do ministro Manuel Duarte Leitão, do Dr. Luís Ribeiro de Sousa Saraiva, para que neste alvorecer do século pudesse usar, com justiça, o honroso nome do século passado.

Luiz Ribeiro de Souza Saraiva afirmou-se, jovem ainda, pelo fulgor da sua inteligência, pela integridade dum primoroso carácter, por um amor acrisolado aos ideais da liberdade e ainda por um são e duro patriotismo.

Nasceu em Manteigas, e foram seus pais o Dr. Manuel Ribeiro de Castelo Branco e sua mulher Maria Gertrudes Amália Borges Cabral de Souza Saraiva, dois nomes ilustres, enobrecidos não só pelos seus atributos pessoais, mas ainda pelas virtudes e heroísmos dos seus antepassados, aonde sobressaem nomes de militares ilustres que à causa da independência da Pátria dedicaram os melhores esforços.

Luiz Ribeiro Saraiva iniciou, muito jovem ainda, os seus estudos escolásticos, e encontrava-se em Coimbra frequentando na Universidade o 4º ano de Cânones quando o exército francês invadiu Portugal. Organizou-se, por esse motivo, o "Corpo Militar Académico" que tão galhardamente se houve em diversos combates, sobretudo na defesa do Vouga, e o estudante Iaureado, o fidalgo de linhagem, despreza o conforto que a sua fortuna pessoal lhe podia proporcionar, e vai alistar-se voluntariamente nas fileiras do Corpo Académico, aceitando com alegria o modesto posto de 1º cabo que lhe designaram.

E depois de uma luta intensiva, quando o exército português expulsava do território nacional o invasor francês, Luiz Ribeiro Saraiva, cumprindo o dever que a voz da sua consciência e do seu sangue lhe impuseram, regressa ao lar universitário aonde conclui a sua formatura em leis.

Seguidamente fixa residência em Manteigas, revelando-se um dos mais devotados apóstolos dos ideais de liberdade que então começavam a flamejar os espíritos portugueses.

O Dr. Luiz Ribeiro Saraiva encontrava-se habilitado para os lugares de letras por carta de 6 de Setembro de 1811.

Foi familiar do santo Oficio por provisão de 15 de Agosto de 1811, e leu no Desembargo do Paço".

Do E. B. Nº" 121 (3-3-1935)

Ver em
http://www.stj.pt/stj/estrutura/juizes1833/482-juizes-conselheiros-1833-1983

" Luiz Ribeiro de Souza Saraiva - 28-11-1836 - Juiz Conselheiro

joraga@netcabo.pt e joraga200@gmail.com ou zeraga@gmail.com

Compatível com IE/Netscape na resolução 800x600
aminhaTEIAnaREDE www.joraga.nethttp://museuvirtual.activa-manteigas.com/index.php/places/patrimonio-arqueologico/casa-das-obras/