INOCÊNCIO de BRITO

Poeta Popular de S. Matias, Beja, MESTRE em DÉCIMAS e QUADRAS

in joraga.net - aminhaTEIAinterminávelnaREDEilimitada

contacto © joraga ®

3.
QUADRAS
& curtas estórias
VII. Bibliografia e outras informações sobre Décimas

VII

BIBLIOGRAFIA e outras informações sobre DÉCIMAS

Contactos de poetas e entidades relacionadas com as DÉCIMAS

COMUNICAÇÃO apresentada nas II JORNADAS DA REVISTA ARQUIVO DE BEJA, subordinadas ao tema: O ALENTEJO E OS OUTROS MUNDOS ‑ passado, presente e futuro ‑ Beja, NERBE, 2.3.4 e 5 de Abril de 1998.

O texto dessa Comunicação foi posteriormente publicado na Revista Arquivo de Beja – Vols VII / VIII – Série III, com data de Agosto de 1998, com o título – DÉCIMAS – UMA LINGUAGEM COMUM IBERO AMERICANA

Nome

Morada

Notas

ANTÓNIA CARVALHO

LARGO DA IGREJA, 14

7800 S. MATIAS

Não escreve. Tem recolhas... Décimas curtas?

António Cartageno (Dr. Padre)

Seminário Diocesano de Beja

7800 BEJA

Hipótese de estudar a musicalidade e música para as DÉCIMAS.

António Lourenço de C. Raposo

(Poetas Populares Santiago do Cacém)

Beirão dos Areais

7555 CERCAL DO ALENTEJO

Pertence a uma Associação de Poetas Populares em Santiago.

ANTÓNIO RUAZ

 

Rua António Covas Lima 38

7800 S. MATIAS

Faz poesia diversa no meio do trabalho e ao sabor da inspiração.

Centro de Tradições Populares Portuguesas

FACULDADE DE LETRAS

UNIVERSIDADE DE LISBOA

1699 LISBOA CODEX

Foi dirigida pelo Dr. Manuel Viegas Guerreiro e publicavam a Revista LUSITANA

EDIÇÕES COLIBRI

FACULDADE DE LETRAS

ALAMEDA DA UNIVERSIDADE

1699 LISBOA CODEX

Editam a Revista LUSITANA e apoiam diversas iniciativas

Editor: Fernando Mão de Ferro

Escola Secundária D. Manuel I

Rua João de Deus

7800 BEJA

Escola onde estou colocado e mantém a minha ligação a Beja e Alentejo.

Francisco Fanhais

 

Rua de Abrantes, 6

7920 ALVITO

Cantor e a formar-se em Música,  ver com Dr. Cartageno...

Grupo Amador de Teatro - "QUINTA DA ÁGUA", Esc. Sec. João de Barros, Corroios

Rua Dr. Manuel de Arriaga

QUINTA DA MATA

2855 CORROIOS

Experiência de várias leituras de diversas Décimas...

Joaquim António Tareco Curva (o Rei dos Queijinhos da Vidigueira)

Rua dos Bombeiros

      VIDIGUEIRA

Conhecido Decimista, participa em Programas da Rádio Vidigueira, Cuba, Castro Verde...

JOAQUIM RUAZ

7800 S. MATIAS

Faz Décimas e Sonetos e conhece a obra de Inocêncio de Brito

JOSÉ (MOLEIRO) MENDES CAMACHO

RIBEIRA DA AZENHA

7645 VILA NOVA DE MIL FONTES

Contador de Histórias, faz e diz Décimas...Esqueceu muitas...

José Rabaça Gaspar

Avenida Amélia Rey Colaço, 5, r/c Esqº

2855 CORROIOS

Desde os anos 80 a coleccionar e organizar estudo sobre as Décimas e...

LUÍS ALVES

(RUA DA APARIÇA)

Rua Dr. António Covas Lima, 38

7800 S. MATIAS

Poeta e senhor de uma memória prodigiosa, cita datas e eventos durante horas a fio...

Manuel Aleixo e Arisberta Costa

Rua Dr. António Covas Lima

7800 S. Matias

Casal em S. Matias que faz contactos com poetas e pessoas de S. Matias...

MÁRIO DA CONCEIÇÃO

RUA DA LIBERDADE , 13

7800 SANTA CLARA DO LOUREDO

De Santa Clara do Louredo, Boavista, tem um livro publicado, anos 90...

OFICINA DE PATRIMÓNIO

(Paulo Lima)

CÂMARA MUNICIPAL DE PORTEL

7220 PORTEL

Os que organizaram o Encontro Artes da Fala em Portel, em Junho de 1996

Presidente do CONSELHO DIRECTIVO

da ESC. SEC. JOÃO DE BARROS

Rua Dr. Manuel de Arriaga

QUINTA DA MATA

2855 CORROIOS

Onde estou colocado e trabalha o GAT "Quinta da Água"

ROSA HELENA

Estrada Nacional 121, Porta 2

7800 BERINGEL

Poeta de Beringel com 2 livros publicados...

SANTA MARIA (Eng.º)

Rua Natália Correia, 4, 2º Esq. CP 12

7800 BEJA

2) Terceira Rua da Mouraria, 30

7860 MOURA

Autor de Crónicas "Memórias de Manoel Loendreiro" que consegue pôr por escrito o “falar alentejano"...

José Manuel Pedrosa

Fuente de Piedra, 5, 2º B

28038 MAdrid

Professor Universitário em Madrid, ofereceu-me LA DÉCIMA POPULAR en la TRADICION HISPÁNICA

Escola Superior de Educação de Beja

Beja

Foi lá uma das Comunicações sobre o IAC/D  e as Décimas... Têm Curso de Música onde estão A. Cartageno e Fanhais e o Dr. José Orta e um Grupo de Professores de várias áreas estão a criar um Centro de Estudos Regionais...

OBRAS e AUTORES de DÉCIMAS ou que tentaram tratar as DÉCIMAS.

Obras e autores que tratam AS DÉCIMAS e COLECTÂNEAS com numerosas DÉCIMAS

AUTOR / coordenador

TÍTULO

NOTAS

 

VASCONCELLOS, José Leite de

CANCIONEIRO POPULAR PORTUGUÊS, coordenado e com introdução de Maria Arminda Zaluar Nunes, Coimbra , Por ordem da Universidade, 3 volumes, 1975, 1979, 1983, vide introdução I vol. pp. XIII e XXXVIII e II vol. pp. 441-485 (a nota).

(A maior parte das Décimas não está identificada, e, das identificadas, a maior parte tem o nome da zona ou da terra...)

Cerca de 30 décimas completas, versando 14 temas, algumas incompletas, outras são séries de 10 versos, Além de a maioria ser do Alentejo, há, pelo menos 5 da Figueira da Foz?!, e da Estremadura, Leiria, Lisboa, Bairrada e Minde...

 

GUERREIRO, M. Viegas

PARA A HISTÓRIA DA LITERATURA POPULAR PORTUGUESA, ed. do Instituto de Cultura Portuguesa, Ministério da Educação, 1ª ed. 1978, 2ª ed. 1983, Lisboa.

Desde uma introdução que procura discutir Literatura ou não Literatura e a tese de que o povo nada cria antes usa e deturpa o que lhe vem da classe culta!, as origens, até è importância da literatura popular, o livro desenvolve-se em VII capítulos, desde a época medieval à actualidade. Os textos finais de literatura Popular Contemporânea são transmitidos por conhecidos autores!!!

Uma décima como exemplo (de Calafate) sobre o pecado original...

 

GUERREIRO, Manuel Viegas

POESIA POPULAR. CONCEITO, A REDONDILHA, A DÉCIMA. DÉCIMAS EM POETAS DO ALENTEJO E DO ALGARVE, comunicação no COLÓQUIO LITERATURA POPULAR PORTUGUESA - TEORIA DA LITERATURA ORAL / TRADICIONAL / POPULAR, uma iniciativa de ACARTE na FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN, Lisboa, 1987, in ACTAS, pp. 191-237.

Informação obtida in Revista Lusitana (Nova Série), 12 (1994). pp. 83-94, uma Evocação Afectiva... de João David Pinto-Correia

Ver ainda LITERATURA POPULAR DO DISTRITO DE BEJA...

 

NUNES, Maria Arminda Zaluar

O CANCIONEIRO POPULAR EM PORTUGAL, Biblioteca Breve, volume 23, Instituto de Cultura Portuguesa, Lisboa, 1978.

(Ver José Leite de  Vasconcelos)

Uma décima - Trovas do Sal, ouvida a um velho, em Silves, e na introdução do Cancioneiro de José Leite de Vasconcellos.

 

DELGADO, Manuel Joaquim

SUBSÍDIO PARA O CANCIONEIRO POPULAR DO BAIXO ALENTEJO, Vol. II, terceira parte, 2ª ed. do Instituto Nacional de Investigação Científica, Lisboa, 1980, 1ª ed. Lisboa 1955.

Ver algumas Décimas recolhidas e algumas  interligadas...

 

AGUIAR E SILVA, Vítor Manuel

TEORIA DA LITERATURA, Livraria Almedina, Coimbra, 4ª Ed., 1º, vol. 1982

(Obra em constante renovação e actualização, e fundamental pela abertura e exigências que demonstra e exige!)

vt. Enc. Luso brasileira. Não trata deste tipo de Décimas ...

 

CARDOSO, Fernando

POETAS POPULARES, (1º volume, (1971?, v. pref.) 1976, 2ª ed.); 2º volume - pref. Agosto de 1977, 2ª ed.; 3º volume - pref. Agosto de 1977, 4º volume, pref. Nov. de 1977, 2ª ed.; Colecção poesia, 3,4,5,6, sem editora, sem data, e deve ser Setúbal?.

O 1º vol. tem poemas de um CAUTELEIRO - ANTÓNIO ALEIXO, um CAVADOR - MANUEL ALVES; um MECÂNICO - SILVA PEIXE, um SERRALHEIRO - J. MARIA DA SILVA.

O 2º vol. tem poemas de um BARBEIRO - AUGUSTO PIRES; um CALAFETE - ANTÓNIO MARIA EUSÉBIO, um CARPINTEIRO - J. MOREIRA DA SILVA; um CHOFER - J. FREDERICO DE BRITO; um CONTÍNUO - A. VILAR DA COSTA.

O 3º vol., poemas de um ARDINA - CARLOS DOS JORNAIS; um GANHÃO - J. DA MANTA BRANCA; um GUARDA-FREIO - EDUARDO FRANCISCO; um LAVRADOR - JOSÉ FERNANDES BADAJOZ; um PEDREIRO - JOSÉ CRISPIM.

O 4º vol., poemas de uma BORDADEIRA - ISABEL MARIA V. LOPES; um CALCETEIRO - JOÃO AUGUSTO MENDES; um CORTICEIRO - JOSÉ VICENTE; um CRIADOR DE CÃES - LUCIANO H. MARQUES; um PESCADOR - MANUEL PARDAL. Cada autor tem uma vasta e pormenorizada biografia e informações e referências abundantes.

Ver os diversos prefácios e tentativas de teorização...

 

POETAS POPULARES ALENTEJANOS, CENTRO CULTURAL POPULAR BENTO JESUS CARAÇA

HÁ TANTA IDEIA PERDIDA... (1) e (2), 1º e 2º ENCONTRO POETAS POPULARES ALENTEJANOS, 1º em 21, 22 e 23 de Agosto de 1981; edição de Setembro de 1981, e o 2º, em  30 e 31 de Julho e 1 de Agosto de 82, Vila Viçosa. 1ª edição do 2º Encontro, em Outubro de 1982.

Estes livros apresentam o resultado da participação de 1º ‑ 30 poetas, subordinado ao tema - mote: EU TRABALHO NOITE E DIA/ HÁ CHUVA E AO CALOR/HÁ TANTA IDEIA PERDIDA / NÃO HÁ QUEM LHE DÊ VALOR, em que além das décimas aparecem sextilhas e quadras subordinadas a outros temas...;  e 2º ‑  60 poetas populares a quem tinham sido distribuídos “sete motes respeitantes a quatro temas: Alentejo, Trabalho, Amor e Paz.”. São essencialmente Décimas e “a título de exemplo, um dos despiques e duas das desgarradas...”. Mostra até a diferença entre DESPIQUE (obra escolhida pelo poeta ou “dezedor” de entre as que fez ou aprendeu; A DESGARRADA que obriga a executar uma décima a partir do mote... Tem a fotografia de muitos dos participantes.

Obras a ter em conta para poder entender as diferenças entre as décimas normais, até usadas para DESPIQUE e DESGARRADA e as outras que tratamos aqui...

 

RAPOSO, Abílio Perpétua, Recolha da Coordenação Distrital de Beja, MNE, DGEA

LITERATURA POPULAR DO DISTRITO DE BEJA, (340 p.), Coordenação distrital de Beja, Ministério da Educação e Cultura, Direcção-Geral da Educação de Adultos, 1986.

Esta recolha feita pela Coordenação Distrital do Distrito de Beja, aparece esta como AUTOR?!, tem também notas e coordenação do texto de M. Viegas Guerreiro e António Machado Guerreiro, e a nota prévia é de Abílio Perpétua Raposo, coordenador Distrital de Beja.

Tem 12 capítulos: Os CONTOS e as LENDAS -(10 de v. localidades); As ANEDOTAS -(3/4 p.); AS ADIVINHAS. OS PROVÉRBIOS -(11 títulos); OS ROMANCES -(5?!); QUADRAS (Umas 37 décimas); AS CANTIGAS. OS VERSOS -(25 p.); POEMETOS -(30 p.); AS MODAS (ca. 90 páginas e a maioria com a música); O CANTE A DESPIQUE - (como funciona.); LENGALENGAS. TRAVA-LÍNGUAS. JOGOS INFANTIS.-(10 p.); REZAS. BENZEDURAS -(13 p. div. Localidades); e um APÊNDICE com COSTUMES, CRENDICES, MEDICINA POPULAR -(em 18 p.). O índice por concelhos indica os 12 concelhos do Distrito de Beja

Ver página 853 onde começam as Décimas, aqui chamadas QUADRAS e pp. 85, 86 , onde se lamenta o desprezo que é dado a este tipo de poesia.

(Estas notas devem ser de M. Viegas Guerreiro e A. Machado Guerreiro.)

 

NAVARRO, Modesto

POETAS POPULARES DO ALENTEJO (?) (anos 80?), um trabalho a partir da secretaria de Estado da Cultura ? em finais dos anos 70 (?) em ligação com a Companhia de Teatro Garcia de Resende de Évora..???, vide pp. 18 e 255 citando João Sarmento e o poeta popular Gil Quintas.

No prefácio, além da estrutura formal, dá indicações da entoação dos diversos versos...

 

POETAS POPULARES ALENTEJANOS

(Vila Viçosa)

HÁ TANTA IDEIA PERDIDA, 1º Encontro - Poetas Populares Alentejanos, Vila Viçosa, Agosto de 1981, 168p., Ed. do Centro Cultural Bento de Jesus Caraça, com o apoio da Câmara Municipal de Vila Viçosa.

(32 poetas que participaram neste 1º Encontro, poemas diversos especialmente dedicados a Vila Viçosa e depois ao mote do Encontro “Eu trabalho dia a dia / À chuva e ao calor / Há tanta ideia perdida / Não há quem lhe dê valor” desenvolvida por todos ou quase. Há pelo menos mais um II volume.)

Uma iniciativa que se realizou várias vezes e mais do que publicar os autores, era um desafio à criatividade, dando temas ou motes obrigatórios...

 

GASPAR, José Rabaça, POETAS Populares do Concelho de Beja

POETAS POPULARES DO CONCELHO DE BEJA, 1987 (ed. 1989), Concelhia da DGAEE (Direcção-Geral de Apoio e Extensão Educativa), Edição da Câmara Municipal de Beja, 1987 (só em 1989).

(Esta obra partiu de uma recolha que foi sendo elaborada pelos professores encarregados e empenhados na Alfabetização, neste concelho, desde 1979, sob a coordenação do prof. Abílio Teixeira. A organização, introdução e esboço de estudos anexos foi confiada ao prof. José Rabaça Gaspar. Ver a necessidade de um estudo mais aprofundado da DÉCIMAS e da urgente necessidade da criação de um INSTITUTO ALENTEJANO DE CULTURA / DESENVOLVIMENTO.)

Numa colectânea de POESIA em geral, pode verificar-se que, de 107 poemas, de 24 poetas, 52, são DÉCIMAS, o que mostra uma predominância notável, a chamar a atenção para esta forma quase desconhecida dos estudiosos...

 

PINHEIRO, J. M. Monarca, POETAS POPULARES DO CONCELHO DO ALANDROAL

CANTADORES DE ALEGRIAS MÁGOAS E MANGAÇÕES, Ed. da CM Alandroal, 1993, 270p.

(Com introdução, selecção, correcção de textos e notas de J.M. Monarca Pinheiro, Fotografia da capa e dos poetas de José Manuel Rodrigues, Design e arranjo gráfico de António Carlos Couvinha e Desenho de Vítor Rosa, tem o apoio da Delegação Regional do Alentejo da Secretaria de Estado da Cultura, e abrange poetas populares de Alandroal, Ferreira de Capelins, Juromenha, Santiago Maior e Terena. Obra feita a partir do contacto directo com os poetas contactados porta a porta por todo o concelho de Alandroal de Casas Novas de Mares a Juromenha, numa região onde há Castelos (Alandroal, Juromenha e Terena), a ribeira de Lucefecit (fez-se luz), os vestígios de construções megalíticas, povoados castrejos, restos do templo-santuário dedicado ao deus luso-romano Endovélico, no alto do outeiro de S. Miguel da Mota, Terena; e o santuário de NªSª da Boa Nova de Terena, mandado construir pela “fermosíssima Maria, filha de D. Afonso IV, pela vitória na Batalha do Salado???... na zona em que o Guadiana faz 60 km. de fronteira com Espanha... uma região onde os cultores da poesia oral-popular têm consciência da suas ligação telúrica a valores e mensagens que de certo modo lhes escapam...)

Numa colectânea de 38 poetas populares e mais de uma centena de poemas (105) a grande maioria são DÉCIMAS...

Estamos pois perante uma forma de fazer POESIA que é predominante, característica e, entre os poetas consagrados, é condição para se ser considerado POETA.

 

TRAPERO, Maximiano, UNIVERSIDAD de las PALMAS de GRAN CANARIA; CABILDO INSULAR de GRAN CANARIA

LA DÉCIMA POPULAR en la TRADICIÓN HISPÁNICA ‑ Actas del Simposio International sobre la Décima. Edición: Maximiano Trapero, Las Palmas de Gran Canaria, 1994.

Ver abundante informação, exemplos, teorias, autores especialistas e música...

 

PINHEIRO, J. M. Monarca, Jornal Terras do Cante

EM CADA CASA UMA PORTA - EM CADA PORTA UM POSTIGO, Antologia de Poesia Tradicional do Alentejo,

(Com a coordenação, introdução e selecção de J.M. Monarca Pinheiro), Edição, Associação Terras Dentro, com apoio do Programa Leader II, 1996; resultado de um concurso - "Os melhores Poetas populares do Alentejo"  organizado pelo Jornal Terras do Cante e outros livros publicados pelos autores ou autarquias...

 

 

LIMA, Paulo, Câmara Municipal de Portel

POETAS DE CÁ - breve panorama da poesia em Portel, COM RECOLHA, ORGANIZAÇÃO e INTRODUÇÃO de Paulo Lima, Edição da Câmara Municipal de Portel, Fevereiro de 1994.(Lançado no Colóquio Artes da Fala, Junho de 1996.)

 

 

MIRA, Feliciano de

FALAR DE PIAS - Recolha de Tradição Oral e Literatura Popular (1990), Editorial Pendor, Évora, 1995, apoio da Câmara Municipal de Serpa.

Entre outras recolhas, algumas Décimas...

 

GASPAR, José Rabaça

DÉCIMAS – UMA LINGUAGEM COMUM IBERO AMERICANA

In Revista Arquivo de Beja, Vols. VII / VIII – Série III, de Agosto de 1998.

Décimas, uma teoria e uma prática... 10 Décimas originais de José Penedo.

 

GASPAR, José Rabaça

Introdução, selecção, anexos e esboço para um estudo das DÉCIMAS in

POETAS POPULARES DO CONCELHO DE BEJA, com recolha e coordenação de Abílio Teixeira, da Concelhia da (DGAEE) Direcção-Geral de Apoio e Extensão Educativa, Edição da Câmara Municipal de Beja, 1987 (Publicado em 1989)

A sublinhar a urgente necessidade de se estudar este Tesouro de Arte Poética tão original e pouco conhecido.

 

FAZEDORES / CRIADORES e DEZEDORES de DÉCIMAS

 

 

[1] CAMÕES, Luís Vaz de

obras de luís de camões, Lello & Irmão - Editores, Porto, 1970, pp. 743 - 754.

4 décimas versando vários temas... e  outras...

 

[2] Brandão, Tomás Pinto

PINTO RENASCIDO, pp. 72-73, vide POETAS DO PERÍODO BARROCO, col. TEXTOS LITERÁRIOS, Editorial Comunicação, Lisboa, 1985, pp. 299-300.

uma DÉCIMA, na morte de uma filha, Isabel, muito bonita.

 

ANDRADE, Joaquim dos Santos - poeta algarvio, contemporâneo ou um pouco mais velho que António Aleixo? (Ver)

Aparece com 9 DÉCIMAS, sobre a Guerra 14/18, in HISTÓRIA DE PORTUGAL - DOS TEMPOS PRÉ-HISTÓRICOS AOS NOSSOS DIAS, Volume XI, REPÚBLICA II, , 1995, Direcção de João MEDINA,  CLUBE INTERNACIONAL DO  LIVRO, Edição e Comércio de Livros Ldª, 1995.

Uma história diferente, com colaboração de não historiadores, muito ilustrada, e que só vi em promoção em 16 de Maio de 1996. Se puder levo cópias das 9 Décimas...

 

CASTRO, Manuel de

AS DEIXAS, Edição da Câmara Municipal de CUBA, 1987.

Um livro que tem pesquisa e comentários de Cristóvão Enguiça, com recolha de familiares e população de Cuba, está dividido em 6 capítulos: 1º - A MORTE (3 poemas); 2º A JUVENTUDE (8); 3º - A FOME (14); 4º - O MISTICISMO (8); 5º - A FILOSOFIA (7); 6º - A VIDA (5); que é, evidentemente um critério do organizador, vendo por exemplo a NOVA CORTANTE ENXADA metida no 4º tema a fome, que quanto a nós é um poema à vida, à renovação, à morte que gera a vida...

Contemporâneo que foi de ANTÓNIO ALEIXO, e com encontros memoráveis na FEIRA DE CASTRO, este e aquele poeta precisavam de um estudo mais desenvolvido e em conjunto, para saber algo de despiques e desgarradas e baldões e das raízes e performances da poesia popular portuguesa.

Ver por exemplo 2 décimas que considero magistrais:

Fui nova cortante enxada... Em tudo sinto poesia...

 

SANTINHOS, Manuel José (poeta popular),

MEMÓRIA DAS GENTES DO LUGAR, Trabalho de Campo e Tratamento para-editorial de Vítor Manuel Bastos e Maria Celeste Matias Rodrigues, Edição da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, 1991.

(Além da originalidade deste poeta popular que se exprime através de quadras, quintilhas, sextilhas e as já tradicionais DÉCIMAS ou QUADRAS DE QUARENTA PONTOS, apresenta as pouco conhecidas e difíceis QUADRAS (sextilha) DE SESSENTA PONTOS!... (15*4)

Era necessário contactar o poeta e os organizadores para se saber mais deste trabalho...

 

COELHO, António Maria

BIOGRAFIA E POESIA DO POETA POPULAR ANTÓNIO MARIA COELHO, Ed. de autor, Março de 1993, Corte Vicente Anes, Aljustrel.

(96p. uma quase centenas de décimas de um poeta que nasceu em 1937,  trabalhou nas minas de Aljustrel desde os 18 aos 52 anos, reformado em 1972? com mil escudos por mês!!!, a sua biografia é a memória do tempo e terras que percorreu e poetas que conheceu e dos problemas sociais que detecta e se empenha em resolver, comprometendo-se... , as suas décimas e a vivacidade com que as diz, são um caleidoscópio de casos públicos e particulares... significativos.)

Participou, em 15 de Novembro de 1995, nas Jornadas de Cultura tradicional, na Escola Secundária D. Manuel I, Beja...

 

ALEIXO, António

ESTE LIVRO QUE VOS DEIXO e INÉDITOS de ANTÓNIO ALEIXO, recolha e... de Joaquim MAGALHÃES e Ezequiel FERREIRA....

Ver os outros livros...

 

GALRITO, Francisco Augusto

A VERDADE DA POESIA , vol. I, Edição do autor, Castro Verde, 1993. (Já publicou um II volume.).

256 pp. Nem tudo são Décimas, mas a maioria a retratar uma vida, uma vivência...

 

VILHENA, José Gil

Uma DÉCIMA sobre a sua comissão na Guerra do Ultramar...

Ilha do Pessegueiro, no Restaurante - Vista do Mar.

 

MOLEIRO, Tio Zé - CAMACHO, José Mendes

O Tio Zé Moleiro como é conhecido, nasceu para os lados de Abela, Cercal e mora desde há muito que reside na Ribeira da Azenha, Vila Nova de Mil Fontes, onde o pai foi moleiro e ele também, mas desde há muito que vive da pesca... Além de fazer poesia e também Décimas, sabe ou sabia muitas que decorou de outros poetas populares e é um exímio contador de histórias... nunca se sabendo quando está a contar um facto que se passou com ele ou a dar largas  à sua fantástica fantasia...

Desde há cinco seis anos que tenho o rascunho para aquilo que chamei “O meu livro do Tio Zé Moleiro...”

 

[3] RUAZ, Joaquim

Poeta de S. Matias. Admirador e conhecedor das Décimas de Inocêncio de Brito e empenhado na sua divulgação. ele próprio faz Décimas e outros poemas. Considera a Décima como Arte Maior ou a forma de fazer Poesia por excelência.

É possivelmente o poeta que pode promover a publicação de Inocêncio de Brito...

 

BRITO, Inocêncio de

Poeta de S. Matias, Beja, já falecido há mais de 50 anos, muito falado e admirado na zona, que o Manuel de CASTRO considerava o Mestre, e ainda inédito por incúria e....

É preciso promover a recolha completa possível e a publicação da obra deste poeta maior...

 

CARVALHO, Antónia

Poeta versátil, não sabe escrever. Pede às pessoas e família que escrevam o que ela dita. É entretanto, como mulher, a única que vi tentar fazer DÉCIMAS, uma arte que parece reservada aos homens, embora as que ouvi sejam glosas de quintilhas ou sextilhas a partir do Mote (quadra), tendo entretanto, como modelo, a que decorou de seu  pai.

Em anexo, a décima que decorou de seu pai e uma das que ela sabe fazer...

 

[4] CONCEIÇÃO, Mário da

Poeta Popular, 1996

MEMÓRIAS DA MINHA TERRA

2ª Edição, Montagem e impressão, Associação de Municípios do Distrito de Beja, 1996

Poeta Popular, natural de Santa Clara do Louredo – Bosvista, Beja.

Possivelmente as mais marcantes Décimas são sobre a História de Portugal e a Língua Portuguesa...

 

BERNARDINO, António Afonso (Bagacinha)

DESCALÇO - Poesia Popular, Aljustrel, 1995, com o apoio da Câmara Municipal de Aljustrel, Edição do autor, Abril de 1995.

 

 

VENTURA, António Domingos

NUNCA É TRADE - Livro de Versos e Poesias para jovens e Adultos, s/ data (1996?)

O autor nasceu em Cabeça Gorda, concelho e distrito de Beja, a 1 de Janeiro de 1924 e vive em Setúbal há 15 anos (em 1996?)...começou a fazer versos aos sessenta anos...

 

 

 

MOITA, Rosa Helena

ENTRE MARGAÇAS E URTIGAS, Poesia, 1992, Edição da Câmara Municipal de Beja.

Poesia Popular, mas não faz Décimas....

Não faz Décimas mas é considerada colega de bons Poetas Populares...

 

Joaquim António Tareco Curva (Rei dos Queijinhos) Vidigueira.

Tem Décimas do quotidiano da sua vida que vai dizendo enquanto ordenha as ovelhas e vive ao fundo da rua dos Bombeiros na Vidigueira. Tem sido convidado pela Rádio Vidigueira e outras, mas creio que não tem nada publicado nem deixa interferir nos seus direitos...

 

 

PENEDO, José

10 DÉCIMAS - (inéditas)  - 2 sobre poesia popular, 4 sobre a Arte de fazer Décimas, 1 a Mariana do Alcoforado, 1 à Moura Salúquia, 1 ao tema Viagem e 1 a O MAR - A MAR - AMAR.

Tentativas de criar décimas através de um laborioso trabalho de escrita...

ÍNDICE

Plano Índice 

I ‑ Dados Biográficos de Inocêncio de Brito

Dados Biográficos (possíveis)

Filhos e Netos

Contribuições dadas para este estudo

Outras contribuições

II ‑ Introdução

(por D. Cremilde de Brito, Bisneta do Poeta)

Homenagem por José Fialho

 

III ‑ EPISÓDIOS DA VIDA DE INOCÊNCIO DE BRITO

Notas importantes que registamos para descobrir outras que não sabemos

PEQUENAS HISTÓRIAS E VERSOS RECORDADOS

Outros dados da época, relacionados com temas desenvolvidos nas décimas

Mestre Inocêncio, andarilho de Feiras e Poeta repentista

Notas finais importantes

IV ‑ A organização que foi dada às DÉCIMAS

DÉCIMAS de Inocêncio de Brito

Décimas mais biográficas

01 - MINHA TERRA, MINHA TERRA

02 - TRABALHO NÃO TENHO ACHADO

03 - NÊSTE LUGAR SOLITARIO

04 - NO TEU GIRO SÓL BRILHANTE 

05 - PARTI A TOLA À MARIA

06 - JÁ O BOM FÁTO VESTI

07 - JÁ FUI SENHOR PROFESSOR

08 - NESTE LUGAR QUE DESEMPENHO

09 - NO MONTE DA CASA BRANCA

10 - SORRI CUBA E SEJAS GRATA

11 - PEDRÓGÃO INDUSTRIAL 

Décimas que comentam casos simbólicos ou tratam TEMAS de reflexão geral

12 - A INSTRUÇÃO É PRECIZA

13 - RIQUEZA E VISTA PERFEITA

14 - VINHO CRUEL INIMIGO

15 - Não clames contra o vinho

16 - É COMO O CORPO SEM ALMA

17 - OS OLHOS, ORGÃOS DA VISTA

18 - DESCÓBRE-TE MILIONARIO

Décimas Sobre o REGICÍDIO

19 - O NOBRE TERREIRO DO PASSO

20 - DONA AMÉLIA de ORLEÃNS

21 - JOVEM PRÍNCIPE REAL

22 - ELREI D. MANUEL SEGUNDO

Décimas a respeito da I Grande Guerra Mundial

23 - KAIZER DÉSPOTA ORGULHÔSO

24 - A RAINHA DAS POTENCIAS

Décimas relacionadas com a GUERRA e a MORTE ou De reflexão sobre os grandes temas da humanidade que os entendidos chamam com FUNDAMENTO

25 - FORMA O HOMEM IDEALMENTE

26 - NO MUNDO, PR’A QUE HAVERÁ

27 - FAZEM NAVIOS DE GUERRA

28 - Ó CIPRESTE, VERDE E TRISTE

29 - FUI À PROCURA DA PÁZ

30 - No ventre da Virgem Béla

 

V ‑ Colaboração de outros poetas e autores

UMA DÉCIMA DO TI BELCHIORINHO da Estação de Ourique, com o MOTE da INSTRUÇÃO, talvez anterior à de Inocêncio de Brito

A INSTRUÇÃO (NÃO) É PRECISA

Página para ANTÓNIO ALEIXO e o seu MILIONÁRIO

«Levanta-te, ó milionário»

MANUEL ANTÓNIO DE CASTRO

O ALFERES BORGES DOS REIS

DÉCIMAS que falam da I GRANDE GUERRA 14/18

ANTÓNIO MIGUEL CARMO

ADEUS, MINHA QUERIDA AMADA

OUTROS POETAS de S. MATIAS e

D. Antónia Carvalho

CIENTISTA, PENSA BEM

OUTROs MOTEs com fundamento

Homem de tanto talento

Antes de a noite ser noite

Versos do Senhor António Lúcio

Quero ir ao Alentejo

Versos da D. Joana Garcia

Na tua planície dourada

Versos do Senhor Joaquim Ruaz

Cena do Campo

Uma DÉCIMA do Senhor Joaquim Ruaz

AS FLORES ‑ Até nas próprias flores

DÉCIMAS de Francisco Piriquito Junior

EU MAL APRENDI A LER

SE TEVE A INFELICIDADE

NÃO SOU ESPERTO, NEM BRUTO

PUS-ME A ESPREITAR O VENTO

PROSA POÉTICA de A.A.

NO OLHAR DOS VELHOS DA MINHA ALDEIA

A INOCÊNCIO DE BRITO - Homenagem modesta de José Penedo, Aprendiz de fazedor de Décimas...

Mestre Inocêncio de Brito

Evocando outra figura “esquecida” de S. Matias ‑ o PÔTRA

 

VI ‑ Esboço para um ESTUDO do HOMEM, do POETA e das suas DÉCIMAS ‑ S. MATIAS, uma terra de Poetas?! por José Rabaça Gaspar

VII ‑ BIBLIOGRAFIA e outras informações sobre DÉCIMAS

Contactos de poetas e entidades relacionadas com as DÉCIMAS

OBRAS e AUTORES de DÉCIMAS ou que tentaram tratar as DÉCIMAS ‑ Obras e autores que tratam AS DÉCIMAS e COLECTÂNEAS com numerosas DÉCIMAS

FAZEDORES / CRIADORES e DEZEDORES de DÉCIMAS

Índice

Ilustrações:

Mestre Paulino de Brito ‑ Foto Família

Assinatura de Inocêncio de Brito e "É letra de 85 anos, não posso..." 

Foto com familiares (netos) de Inocêncio de Brito 

Foto D. Clara de Brito e Senhor Paulino de Brito, netos de Inocêncio de Brito ‑ foto Família

Ftocópia da Décima do Senhor José Fialho em homenagem ao seu bisavô (e placa da Rua?)

Igreja de S. Matias ‑ Foto montagem de M. A. Aleixo

Brasão ‑ Armas de S. Matias ‑ Arranjo de M. A. Aleixo

Convívio à roda do Vinho ‑ Foto M. A. Aleixo, com arranjo de JRG.

El-Rei D. Carlos e o Regicídio ‑ in História Comparada

Evocação da I Grande Guerra ‑ in História Comparada - Arranjo de JRG

Evocação da I Grande Guerra ‑ in História Comparada

Pastor Sentado na Solidão ‑ adaptação de Postal Ilustrado - "Cómer" - Portugal

Paisagem do Alentejo ‑ in Região de Turismo Planície Dourada com fotos de A. Cunha

Fotocópia de Manuscrito com assinatura e "Foi escrita com o maior sacrifício"

Virgem Mãe ‑ Desenho adaptado JRG

Esboço - Caricatura de António Aleixo (sobre desenho de Tossan)

Olhos "que pensam..." Desenho adaptado por JRG

Pastor de almas...- Pastor de Animais... ‑ Desenho adaptado por JRG

Pastor de animais... ‑ Desenho adaptado por JRG

Na imensa Solidão do Alentejo ‑ Postal Ilustrado - "Cómer" - Portugal

Manuscrito de uma Décima de IB e Assinatura de IB 

 

Imagens extra-texto:

1. Capa - Arranjo de JRG sob Fotografia in Região de Turismo planície Dourada com fotos de António Cunha

2. Imagens da época do tempo de Inocêncio de Brito relacionadas com os temas das Décimas

3. Escada junto à máquina debulhadora ‑ Foto JRG, 1975 e

Capa de Presépio de S. Matias, sobre Foto da Igreja de S. Matias de M. A. Aleixo (Trabalho em elaboração de JRG)

4. Manuscritos de duas Décimas de IB, com Assinatura

5. Manuscritos de mais duas Décimas de IB

6. Convívio à roda do Vinho - para o Diálogo do Vinho e do Bebedor ‑ Arranjo de JRG sobre Foto de M. A. Aleixo

7. Mulher(es) caiando  a Casa ‑ Arranjo de JRG sobre Foto Inge Wilkens e OLHOS montagem de JRG

8. Ilustrações da época do Regicídio e... ‑ in História Comparada...

9. Manuscritos da Décimas de IB "No Ventre da Virgem Bela" e Desenho da Virgem Mãe - adaptação de JRG

10. Contra Capa - Manuscrito com assinatura da Décima "Neste lugar solitário..."

Contra Capa

Este trabalho foi acabado de realizar e

 imprimir 1º por

@ JORAGA - C× 486-66c - WinWord,

Hewlett Packard Desk Jet 550C

Vale de Milhaços , Seixal 1995/96

em Novembro de 1996

e Novembro de 1998

@ JORAGA – Pentium 200 – em Documento do Word,

Hewlett Packard Desk Jet 550C

Vale de Milhaços , CORROIOS, Seixal 1998 / 1999

 

com todos os direitos reservados por:

 

escrito e realizado especialmente para a família do poeta com a ideia de preparar uma publicação a sair na REVISTA ARQUIVO DE BEJA no final de 1998, para a Escola Secundária D. Manuel I, Beja, e para Junta de Freguesia e Casa de Povo de S. Matias, BEJA, que, segundo julgamos, até pela rua que lhe dedicou na aldeia, estão interessados em divulgar o trabalho do poeta que ainda é recordado e declamado por muita gente, embora tenha sido ignorado e esquecido, e isto, passados sessenta anos depois da sua morte.

Novembro, Dezembro de 1996

Novembro, Dezembro de 1998

Junho Julho de 1999

Uma fotocópia de um manuscrito de uma Décima com a assinatura

de Inocêncio de Brito 


[1] - 4 Décimas mais um exemplo. Século XVI

[2] - 1 Décima. séc. XVII. Poeta do Período Barroco.

[3] - Que poderá apresentar Décimas de sua autoria e de Inocêncio de Brito e do que pensa e sabe sobre este assunto.

[4] Que publicou um livro de Décimas. “Memórias da Minha Terra”, 1996, 2ª Edição, Beja.

 

 

E-Mail: joraga@netcabo.pt e joraga@netc.pt
pelo Tel 212 553 223 ou pelos Tlm 917 632 524
e pelo CORREIO: Rua Almada Negreiros, 48 - 2855-405 CORROIOS.
visite ainda a minha TEIA na REDE além de joroga.net - joraga/alice/osrabaca/serradaesrela/gilvicente/cart2326/

Compatível com IE/Netscape na resolução 800x600
Joraga 2000 em viagem